Venha ser um bruxo e jogar RPG no mundo de Harry Potter! Vagas ilimitadas!


--/--/----
Clima:
texto texto texto texto
texto texto texto texto
Início de Período:
--/--/----
Termino de Período:
--/--/----
Eventos: nada relevante


Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

Mansão Smith

Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo  Mensagem [Página 2 de 6]

31 Re: Mansão Smith em Qua Abr 22, 2009 7:11 am

Ctaaciug Xyeetnuut

avatar
Professor de Hogwarts
Professor de Hogwarts
-Oi gente, oi Sibytus, oi Marina, oi Jack, oi Willian, que bom poder ver a todos.

Ele estava pensativo e a toa em seus pensamentos,era interessante conhecer Anne, alguém que vivia pela criatividade em um sociedade de reprodução de conhecimentos, evolutivamente a sociedade bruxa, vivia como no século 17, quanto de inovação era realmente instigada, pesquisada, seja em hogwarts ou fora dela, os bruxos eram muito bons em reproduzir o conhecimento, mas quase desconectados com Yesod, a inspiração.

E que os deuses lhe perdoem, ele está ficando assim também.

O cérebro humano mede o tempo por meio da observação dos movimentos. Se alguém colocar você dentro de uma sala branca vazia, sem nenhuma mobília, sem portas ou janelas, sem relógio… você começará a perder a noção do tempo.

Por alguns dias, sua mente detectará a passagem do tempo sentindo as reações internas do seu corpo, incluindo os batimentos cardíacos, ciclos de sono, fome, sede e pressão sanguínea. Isso acontece porque nossa noção de passagem do tempo deriva do movimento dos objetos, pessoas, sinais naturais e da repetição de eventos cíclicos, como o nascer e o pôr do sol.

Nosso cérebro é extremamente otimizado. Ele evita fazer duas vezes o mesmo trabalho. Um adulto médio tem entre 40 e 60 mil pensamentos por dia. Qualquer um de nós ficaria louco se o cérebro tivesse que processar conscientemente tal quantidade. Por isso, a maior parte destes pensamentos é automatizada e não aparece no índice de eventos do dia e portanto, quando você vive uma experiência pela primeira vez, ele dedica muitos recursos para compreender o que está acontecendo.

É quando você se sente mais vivo. Conforme a mesma experiência vai se repetindo, ele vai simplesmente colocando suas reações no modo automático e ‘apagando’ as experiências duplicadas.

E com isto parece que o tempo acelera, quando ficamos mais velhos e porque os Natais chegam cada vez mais rapidamente.

Conforme envelhecemos, as coisas começam a se repetir as mesmas ruas, pessoas, problemas, desafios, programas de televisão, reclamações…enfim…as experiências novas (aquelas que fazem a mente parar e pensar de verdade, fazendo com que seu dia pareça ter sido longo e cheio de novidades), vão diminuindo.

Até que tanta coisa se repete que fica difícil dizer o que tivemos de novidade na semana, no ano ou, para algumas pessoas, na década.

Em outras palavras, o que faz o tempo parecer que acelera é a… ROTINA.

Apesar da rotina ser essencial para a vida e otimizar muita coisa, a maioria das pessoas ama tanto a rotina que, ao longo da vida, seu diário acaba sendo um livro de um só capítulo, repetido todos os anos, e parece que é sina dele ficar assim também, mas sabe o que é melhor, algumas vezes é melhor ir a favor da maré do que contra, algumas vezes é melhor manter as verdades em seu coração, do que em lugar nenhum.

-Dona Anne você poderia me mostrar meu quarto, por favor? Preciso meditar um pouco e voltar para apreciar a boa música de meu colega.

32 Re: Mansão Smith em Qua Abr 22, 2009 9:14 am

Marina Angela

avatar
O quarto era lindo, e enquanto retirava suas roupas da mochila, ia acomodando uma a uma no roupeiro vazio. As cores das roupas nos cabides compondo o tradicional arco iris que adora organizar.

- Do ultravioleta ao infravermelho - não tinha erro, era sempre assim.

Um banho agora era tudo o que precisava. A porta lateral ao armário levava por um pequeno corredor particular e a uma sala de banho espetacular. Amplas janelas iluminavam o ambiente e revelavam a paisagem branca dá de fora. A privacidade era garantida pelo fato de estar localizado no segundo andar. Mas sinceramente esperava que ninguém resolvesse usar uma vassoura para passear. Por dois motivos: não haviam cortinas nas janelas e a banheira, capaz de comportar muitas pessoas, ficava em um nicho rodeado quase que na sua totalidade por vidraças.



A simples pronuncia da palavra "banho" uma profusão de água aquecida e perfumada começou a cascatear dentro da banheira. Uma espuma branca e densa se formando e cobrindo toda a superficie.

Marina não pensou duas vezes. Olhou para os lados para se certificar que estava sozinha e se desfez das pesadas roupas. Uma ducha rápida para remover o suor.



Pingos no chão marcaram seu caminho atravessando o recinto até a fonte de água quente. Um pé de cada vez e já estava dentro, abaixo a mão que voltou carregada de espuma, apenas para sentir o toque em toda a pele do seu corpo. Deixou-se cair ali. Ajustou o flutuante no pescoço e acionou a hidromassagem. Fechou os olhos. Poderia morrer agora e estaria feliz e aquecida.

Uma música suave encheu o ambiente. Os olhos pesavam e ela lutava para não fechá-los. O cansaço e as emoções da viagem cobrando seu preço. Em sua mente visões de flores e veus brancos esvoaçando brincavam de ciranda.


_________________

33 Re: Mansão Smith em Qua Abr 22, 2009 9:47 am

Sibytus Stravius

avatar
Professor de Hogwarts
Professor de Hogwarts
Sibytus que estava ate então calado na dele, pensando, e interrompido por Jack que pedia desculpas pela a aula de voo, e depois o convidou para a festa em seu castelo e logo em seguida estende a mão para comprimenta-lo

Sibytus estende a mão tambem e diz...

-Sem problemas não esquenta com isso, e ja que me conviodu tambem para a festa em seu castelo não tem problema ja ter tido convidado a Marina,bom deixemos nosso passado de lado e vamos curitr as ferias

Sibytus segue Jack ate o piano, porem antes de entrar de fato na casa, e agarrado por tras, era Marina, aquele cheiro maravilhoso que vinha dela, era a melhor sensação do mundo ser abraçado por ela, ao se virar e logo surpreendido por um maravilhoso beijo...


-Eu tambem senti sua falta, essa casa sem voce estava completamente vazia...



Sibytus da mais um beijo, logo apos Marina diz que vai subir tomar banho e se trocar...

-Sim te esperarei aqui em baixo, junto com o Jack ele vai tocar piano para todos, parece uma coisa interessante a se fazer Wink

Sibytus fica observando Marina subindo e se afastando, voltando a si e seguindo para onde Jack ja estava proximo ao piano...

34 Re: Mansão Smith em Qua Abr 22, 2009 12:27 pm

Graziela Fernandes

avatar
William sorria mais ainda, e estava ficando cada fez mais vermelho.
-Vou te chamar de Will. Então...a Charlie foi na casa dos Morrigan, acho que a tia Anne tem um bilhete dela para você...-”até parece que sou da família da Charlotte” pensou.

Graziela chegou bem perto do ouvido de William e falou bem baixinho para que só ele possa ouvir:
-Ela é a tia da Charlie, é meia doidinha...mas é legal...!-abaixando ainda mais a voz-pelo o que eu estou vendo...é mais facil a gente cuidar dela do que ela cuidar da gente...mas deixa isso baixo Will...-disse Graziela fazendo um sinal de silencio.

Foi então que Graziela vê Jack:
-Olá Jack ! Tudo bem comigo sim e você ? Que bom que você vai tocar, vou lá ver sim!-Sibytus já havia entrado, Jaack já estava se aproximando do piano.

Graziela volta a sua atenção novamente a Wiliiam:
-Vamos Will…ver o Jack tocar piano ?-Disse Graziela estendendo a mão para o garoto.

35 Re: Mansão Smith em Qua Abr 22, 2009 9:16 pm

William Bredling Johnson

avatar
Graziela lhe esticou a mão e ele sorriu, pegou a mão da garota com carinho, como se ela fosse frágil como uma porcelana e deliciosa de tocar como um pêssego maduro. Ele a beijou, com os olhos fechados para sentir o momento no âmago, e achou que estava provando do mais delicioso néctar do mundo. Ele a olhou nos olhos com um sorriso.

- Agora, não, estou muito cansado, cheguei de viajem agora e nem parei em casa para nada, lá só tive uma conversa estranha com minha mãe, nem tirei a roupa do expresso... mas eu vou subir rapidamente e logo volto a tempo de pegar a música do Jack. – Assim, ele deu mais um sorriso a ela e foi em direção a Anne.

- Senhorita Anne, onde eu posso colocar essas bagagens quero tomar uma ducha rápida e trocar de roupa, para poder ouvir a música de Jack. – Disse ainda envergonhado pelo mal comportamento de Yvanna para com ela, a vergonha estava em sua cara, disfarçada num sorriso de lado.

Era estranho como os sentimentos têm uma mania de mudar, ele estava cansado pela chegada, ficou confuso com a conversa com sua mãe e ficara muito feliz em conhecer uma ninfa, uma fada, chamada Graziela Fernandes.

36 Re: Mansão Smith em Qua Abr 22, 2009 9:55 pm

Graziela Fernandes

avatar
O coração de Graziela disparou quando William pegou em sua mão.

-Ah... sim, tudo bem...-disse Graziela um pouco desapontada, mas entendeu o motivo de William-...você deve estar cansado mesmo, entendo! Então eu vou entrando para ver o Jack tocar piano, e te espero lá... tudo bem para você ?

37 Re: Mansão Smith em Qua Abr 22, 2009 11:14 pm

Jack Lennox Vivaldi

avatar
Lufa-Lufa
Lufa-Lufa
Jack dirige-se até o Piano... Ascena para os outros que entravam.. Vê Willian chegando... Acena para o garoto... Aproxima-se do piano, coloca o seu violão perto do banco, toca com as pontas dos dedos em cima do piano, dá a volta, como se estivesse reconhecendo o instrumento... Chega, novamente no banco, de frente para as teclas e senta-se... Seus dedos tocam nas teclas do piano e uma melodia lenta começa a ecoar pela mansão...

Essa música eu dedico a alguem que eu ainda não encontrei... Mas sei que encontrarei, quando for a hora...



"So close no matter how far
Couldn't be much more from the heart
Forever trusting who we are
And nothing else matters

Never opened myself this way
Life is ours, we live it our way
All these words I don't just say
And nothing else matters

Trust I seek and I find in you
Every day for us something new
Open mind for a different view
And nothing else matters

Never cared for what they do
Never cared for what they know
But I know

So close no matter how far
Couldn't be much more from the heart
Forever trusting who we are
And nothing else matters

Never cared for what they do
Never cared for what they know
But I know

Never opened myself this way
Life is ours, we live it our way
All these words I don't just say
And nothing else matters

Trust I seek and I find in you
Every day for us something new
Open mind for a different view
And nothing else matters

Never cared for things they say
Never cared for games they play
I never cared for what they do
I never cared for what they know
And I know

So close no matter how far
Couldn't be much more from the heart
Forever trusting who we are
And nothing else matters"



________

Música no piano...

http://www.youtube.com/watch?v=4sZK4Hd28VA


Tradução... aqui :

http://vagalume.uol.com.br/metallica/nothing-else-matters-(traducao).html

38 Re: Mansão Smith em Qui Abr 23, 2009 1:09 pm

Charlotte Smith

avatar
Professora de Hogwarts
Professora de Hogwarts
–Claro! Irei levar vocês até os quartos... Sigam-me. Anne, William e Ctaaciug, saíram da sala e subiram as escadas que davam acesso ao piso superior, era lá que ficariam hospedados até o fim das férias...

Um corredor de paredes claras se estendia á frente deles, havia muitos quadros em grandes molduras douradas, alguns eram retratos outros eram belas pinturas clássicas renascentistas.

–Aqui é o antigo escritório do pai da Charlotte... Disse abrindo a porta que ficava em frente à escadaria. –Há uma vastidão de livros... E eu sei que Corvinais não conseguem viver sem um! Então se precisarem podem vir aqui.

Ela voltou a fechar a porta e seguiu com os garotos para mostrarem seus aposentos.

–Acho que aqui será ótimo para você praticar suas meditações Ctaaciug! Era um quarto com vista para o lago, e as malas dele já estavam lá. –Se precisar de algo pode chamar... As toalhas estão no próprio banheiro desse aposento. Ela deixou que Ctaaciug ficasse a vontade e foi mostrar para William o quarto que ele ficaria.

–Você pode ficar aqui... Esse quarto tem lareira, e o acendedor está ao lado caso não queira utilizar magia. O banheiro desse aposento é logo à direita. Um barulho interrompeu Anne, eram as bagagens do menino. –Sua bagagem vem ai, os elfos mandaram...

–Agora se me dá licença... Tem um cavalo alado me esperando! Sinta-se em casa.

39 Re: Mansão Smith em Qui Abr 23, 2009 1:14 pm

Charlotte Smith

avatar
Professora de Hogwarts
Professora de Hogwarts
Quarto 1 –Ctaaciug
Quarto 2 – Jack
Quarto 3 – Meninas
Quarto 4 – Vazio ainda
Quarto 5 - William
Quarto 6 – Siby

Essa é a distribuição dos quartos, NÃO POSTEM A LOCOLIZAÇÃO DELES NO CORREDOR! Eu já fiz o mapa da casa, mas está em outro computador... Amanhã eu posto!

PS: CADA QUARTO TEM UM BANHEIRO! Como diz a descrição do primeiro post.

40 Re: Mansão Smith em Sex Abr 24, 2009 2:48 am

Marina Angela

avatar
Marina descia as escadas e já começou a ouvir uma linda melodia de piano. Encaminhou-se a sala de onde vinha o som e parou na porta para apreciar.




Jack realmente era um virtuoso ao piano e a música encheu de alegria seu coração.


_________________

41 Re: Mansão Smith em Sex Abr 24, 2009 1:58 pm

Jack Lennox Vivaldi

avatar
Lufa-Lufa
Lufa-Lufa
Jack para de tocar e observa a todos... Sentia-se um pouco desfalcado... De fato ninguem dava muita atenção para o jovem músico que não fosse um simples reconhecer da sua habilidade de tocar e cantar... Jack não queria chamar a atenção pela beleza ou outros atrativos que tinha... Ele queria ser reconhecido pelos outros por ser ele mesmo... E estava cada vez mais dificil continuar desta forma... Jack sonhava em quando teria alguma chance de não ser só Jack Lennox Vivaldi, o rapaz bonito, rico e que tocava e cantava super bem... Ele queria ser Jack... O garoto legal e cheio de amigos, que costumava ser quando mais jovens... A mágoa de Jack quase não é perceptivel para os demais... a menos que alguem se preocupasse em reparar o garoto, que agora afinava o lindo violão negro que estava ao seu lado...

~"Até quando isso vai durar? Até quando terei de ficar aqui para protege-los do que virá? Por que nenhum deles tem o que é preciso para derrotar o mal? Por que eles fazem parte disso? Por que eu?"~

42 Re: Mansão Smith em Sex Abr 24, 2009 10:31 pm

William Bredling Johnson

avatar
William sorri para Graziela, dizendo que em pouco tempo estaria retornando, ele sobe ao piso superior junto à tia de Charlotte, Anne. Ela lhe apresentara o antigo escritório do senhor Smith. O jovem Bredling ficou impressionado, o pai de Charlotte tinha muitos livros, depois que Anne fechou a porta, o corvinal murmurou para si e para Ctaaciug:

- Não deveria ter trazido tantos livros, achei que deveria, pois, férias sem ler é algo terrível, mas não sabia que o pai da Charlotte tivera tantos livros em vida... – William ficara pensando em suas duas dúzias de livros, pequenos e grandes, para passar as férias.Coçou o queixo.

Anne mostrou o quarto de Ctaaciug e logo depois o de Will. Era um ótimo quarto, muito luxuoso e confortável, depois que o garoto o adentrou as malas apareceram próximas à janela. William queria logo tomar seu duche. Abrindo a mala principal ele tirou uma toalha cor cinza pálido, ela tinha seu nome costurado em fios azul-cobalto. Tirou também roupas limpas, eram claras e para aquela ocasião. Ele foi tomar seu banho quente.

_-_-_-_-_


Após o banho rápido, bem rápido, ele usou o feitiço de ar quente para secar a toalha e vestiu a roupa nova, colocando a velha na mala para as já usadas, antes porem ele limpou a maior parte da sujeira dela. Estava limpo, agora às malas.

- Alohomora! – Ordenou ele para a arca principal, era até pequena, mas, comparadas as outras, era muito grande. Assim, ele fez com as outras e rapidamente tinha ocupado o guarda-roupa do cômodo.

Completada a tarefa, ele desceu para o piso inferior, fora ouvir Jack e conversar mais com Graziela. Ao chegar lá, viu que Jack já estava no violão, o que deixou Will um pouco desgostoso por ter perdido a primeira música, no piano. Felizmente Graziela estava lá, ele se sentou ao lado dela e lhe mostrou um sorriso.

- Demorei?

Depois notou que marina descera, William fez um gesto para ela e Sibytus, como um amigo saudando um casal que aproara.

43 Re: Mansão Smith em Sab Abr 25, 2009 5:37 pm

Graziela Fernandes

avatar
Graziela estava sentada ouvindo Jack tocar as suas musicas com letras fascinantes.Jack tinha parado de tocar o piano e começou a tocar o violão.

William ainda estava tomando banho, Marina já tinha descido do banho, e já estava com o Sibytus, Graziela olha para a amiga e acena com um largo sorriso. Então finalmente chega William e estava vindo em sua direção, ele se sentou em seu lado e mostrou um lindo sorriso, o seu coração disparou, as suas pernas ficaram bambas e ela com um sorriso bobo.

-Olá Will...não...você não demorou não...-disse Graziela chegando um pouco para o lado para William se acomodar melhor em seu lado

44 Re: Mansão Smith em Dom Abr 26, 2009 10:58 am

Sibytus Stravius

avatar
Professor de Hogwarts
Professor de Hogwarts
Sibytus estava apreciando a musica tocada por Jack, uma aparente melodia triste, Sibytus talvez imaginasse o motivo de tamanha melancolia em suas musicas, mas nao queria pensar nisso, estava esperando Marina descer as escadas apos um banho tomado, alguns minutos depois Sibytus percebe a presença da garota encostada na porta, seu coraçao se alegrou por completo ao vela e logo se postou ao seu lado

-Voce esta linda como sempre...

da um leve beijo em seus labios ...

-O que esta achando de tudo?esta gostando?

45 Re: Mansão Smith em Dom Abr 26, 2009 3:00 pm

Ctaaciug Xyeetnuut

avatar
Professor de Hogwarts
Professor de Hogwarts
Ele agradece com uma reverência a distinta anfitriã, e se senta ao chão sob o carpete, com as costas eretas em posição de lótus, ele deixa a porta aberta, pois não há nada a esconder.

Ele nunca fez isto fisicamente sozinho, isto com certeza é um momento de mudança em sua vida.

E então principia.

-ATAH.(para ti)

-Mal-kuth.(O Reino)

-Ve-Geburah.(O Poder)

-Ve-Gedulah.(e a Glória)

-LE OLAM.(Para todo o mundo)

-Estas são as sete meditações que faço para o segundo deus, cujo nome é Disciplina, que é parte da Árvore da Vida.

-Esta é a primeira meditação.

-Amor na disciplina.

-A intenção e o motivo implícitos na disciplina é o amor. Por que medimos nosso comportamento, estabelecemos padrões e esperamos que as pessoas correspondam a eles? Apenas por amor. Mesmo o julgamento da culpa é uma expressão de amor. Em outras palavras, punição não é vingança; é apenas outra maneira de expressar amor através da retirada de tudo que for anti-ético do amor. Tolerância às pessoas jamais deve ser confundida com tolerância ao seu comportamento. Pelo contrário: amor pelas pessoas inclui o desejo de que elas sejam o melhor possível, ajudando-as então a se conscientizarem de nada menos que um comportamento perfeito.

O amor na disciplina; a consciência do amor intrínseco que permeia a disciplina e julgamento é o reconhecimento de que minha disciplina pessoal e a disciplina que eu espero de outros é apenas uma expressão de amor. É o entendimento de que não temos direito de julgar os outros; apenas temos o direito de amá-los, e isto inclui querer que eles sejam o melhor possível...

- Quando eu julgo e critico outra pessoa, isto é de certa forma permeado com meu próprio desprezo e irritação?

- Há uma satisfação oculta na falha de meus irmãos?

- É apenas por amor ao outro que falo?


E ele reflete.

-E vou tomar uma atitude para refletir em um dia, antes de criticar alguém, pensarei duas vezes, enquanto me pergunto se é por preocupação e amor. E passarei um dia sem criticar ninguém.

-Esta é segunda meditação.

- Disciplina na Disciplina.

- Eu examino o fator disciplina da disciplina:

-Minha disciplina é razoavelmente contida ou é excessiva?

-Tenho disciplina suficiente em minha vida e no trato com as pessoas?

-Sou organizado?

-Meu tempo é usado com eficiência?

-Por que tenho problemas com disciplina e o que posso fazer para resolver isso?

-Reservo tempo todos os dias para conferir pessoalmente meus compromissos e realizações?

-Minha disciplina inclui os outros seis aspectos emocionais, sem os quais disciplina não consegue ser eficaz e saudável?


E ele reflete.

- E vou tomar uma atitude para refletir em um dia farei um roteiro detalhado para o meu dia, e ao fim do período verei se conseguiu cumprir o planejado.

-Esta é a terceira meditação.

- Compaixão na Disciplina.

- Subjugar e administrar disciplina deve ser não apenas amor, mas compaixão também. O amor vem ao se reconhecer os méritos e qualidades positivas de alguém, ao passo que a disciplina canaliza e dirige aquelas forças e extrai o negativo.

Compaixão é amor incondicional. Significa amor apenas por amor, sem considerar a posição do outro. Você ama por nenhuma razão: ama porque é um reflexo de Divino, seja qual o nome que você dá a ele.
Minha disciplina possui este elemento de compaixão?.


E ele reflete.

-E vou tomar uma atitude para refletir em um dia, serei compassivo com alguém a quem reprovei anteriormente

-Esta é a quarta meditação.

- Tolerância à Disciplina.

- Disciplina eficaz pode ser tolerante e persistente.

-Minha disciplina é consistente ou apenas quando é forçada?

-Levo minha disciplina avante?

-Deixo perceber que sou um disciplinador fraco?


E ele reflete.

-E vou tomar uma atitude para refletir em um dia, estenderei o plano que farei em a segunda meditação por um período mais longo, relacionando objetivos a curto e a longo prazo. Irei rever e atualizar minha lista a cada dia, e verei quão consistente eu sou e se levo meu plano adiante.

-Esta é a quinta meditação.

- Humildade na Disciplina.

- Os resultados da disciplina e poder sem humildade são óbvios.

-Horriveis catástrofes ocorreram por causa de pessoas que julgaram outras com arrogância.

-Sou arrogante em nome da justiça? (Ou o que considero justo)

-Penso que estou num pedestal mais alto e concedo julgamento aos meus súditos abaixo de mim?

-E a respeito dos que dependem ou dependerão um dia de mim?

-Um juiz deve ser a mais humilde das criaturas, reconhecendo que senta-se para julgar não por seu próprio mérito, mas apenas porque o Divino lhe concedeu o direito de julgar Seus Filhos.


E ele reflete.

-E vou tomar uma atitude para refletir em um dia, antes de julgar alguém, assegurar-me-ei que o estou fazendo sem egoísmo, sem preconceito pessoal. Farei anotações ao final do dia de todos os julgamentos que fiz e analisarei quais deles foram feitos de maneira egoísta.

-Esta é a sexta meditação.

- Compromisso em Disciplina

- Para que a disciplina seja eficaz deve ser entremeada com engajamento e compromisso.

Tanto ao disciplinar a si mesmo como a outros, precisa haver um senso de que a disciplina é importante para desenvolver um vínculo mais forte. Não de que eu estou disciplinando você, mas que estamos fazendo isso juntos para nosso benefício mútuo.


E ele reflete.

-E vou tomar uma atitude para refletir em um dia, demonstrarei a alguém que ensinarei que a disciplina é uma expressão para intensificar nosso vínculo e compromisso um com o outro.

-E esta é a sétima meditação.

- Nobreza da Disciplina.

- Disciplina, bem como o amor, deve ampliar a dignidade pessoal, por isto seus frutos na Árvore da Vida estão tão próximos.

Disciplina saudável deve estimular a auto-estima e ajudar a extrair o melhor de uma pessoa, cultivando sua soberania. Esta expressão de disciplina não compromete a disciplina, pelo contrário, encoraja-a e a amplia.

-Minha disciplina degrada o espírito humano?

-Minha disciplina enfraquece ou fortalece a mim e aos outros?


E ele reflete.

-E vou tomar uma atitude para refletir em um dia, ao disciplinar alguém que amo, encorajarei sua auto-estima

E ele então diz:

-ATAH. (para ti)

-Mal-kuth.(O Reino)

-Ve-Geburah.(O Poder)

-Ve-Gedulah.(e a Glória)

-LE OLAM.(Para todo o mundo)


E ele vai tomar um banho para descer e apreciar seu colega, ele pega uma máquina fotográfica, e deixa fora da mala.

Ainda há o que fazer para descer novamente.

É tempo de mudanças.

46 Re: Mansão Smith em Dom Abr 26, 2009 5:44 pm

Charlotte Smith

avatar
Professora de Hogwarts
Professora de Hogwarts
Anne adentrou a sala do piano segurando uma bandeja de prata trabalhada, era de costume que Esme servisse os convidados, mas achava isso muito impessoal... Ela queria se aproximar o máximo possível das crianças e fazer com que se sentissem em casa.

“Devem estar famintos... Acabei ficando muito tempo conversando com Esme”

A música de Jack enchia a sala com seus doces acordes, deixando a casa com um ambiente calmo o que raramente acontecia embaixo daquele teto! Principalmente quando abrigava mãe e filha juntas em um mesmo cômodo.

–Deliciem os bolinhos da minha cozinheira favorita, Esme tem mãos mágicas... Podem atacar quando quiserem!



Ela colocou a bandeja em cima de uma mesinha no centro da sala, os doces eram de encher os olhos... Haviam croissants dos mais variados recheios, chá para quem preferisse o costume inglês, um delicioso chocolate quente com creme saindo vapor e bolachinhas de vários formatos e gostos, Tudo aquecido por magia e permaneceria assim até que eles estivessem fartos de tanta comida.

–Acho que agora eu finalmente posso encontrar meu alazão... Alguém se habilita para me acompanhar?

47 Re: Mansão Smith em Seg Abr 27, 2009 9:43 am

Ctaaciug Xyeetnuut

avatar
Professor de Hogwarts
Professor de Hogwarts
Tomado banho, se trocado e se preparado, ele desce as escadas a tempo dos doces da tarde.

Por mais que algumas coisas mudem, mais elas parecem às mesmas.

E ver seus amigos ao redor da mesa, evoca épocas idas, nubladas pelas névoas do tempo em que os rostos poderiam até ser diferentes, mas algumas coisas eram as mesmas.

Eles eram bruxos, alguns magos.

Mas todos eram amigos, e já faz muito tempo, e com todos os problemas disto também.

Sibytus...


Graziela…


Jack...


Willian...


Marina...


Ele espera que esta seja uma vida de maior paz para todos eles.

Mas agora era a hora atacar os doces... Very Happy Very Happy

48 Re: Mansão Smith em Ter Abr 28, 2009 2:36 pm

Jack Lennox Vivaldi

avatar
Lufa-Lufa
Lufa-Lufa
Jack olha para tudo e todos... Algo estava estranho nele... Olha para o casal, Siby e Marina, nada mais sentia em relação a eles, nada mais, tanto para bem, quanto para mal... Olhava para cada um de seus "amigos" e não sentia-se realmente feliz... Estranho, pois a única coisa que poderia realmente faze-lo feliz eram seus amigos... Jack então pega um bolinho, o mais tradicional e sempre delicioso bolinho de chocolate... Olha para todos, enquanto morde o bolinho... Cada mordida era uma dor, um olhar, um sofrimento... Só de pensar no que poderia estar acontecendo e não descobrir já deixava Jack mais desesperado...

–Acho que agora eu finalmente posso encontrar meu alazão... Alguém se habilita para me acompanhar?

- EU!

Jack falou, derrepente, assustando os mais concentrados... Jack levanta-se e segue até a tia de sua amiga...

49 Re: Mansão Smith em Ter Abr 28, 2009 4:20 pm

Charlotte Smith

avatar
Professora de Hogwarts
Professora de Hogwarts
–Ótimo Jack! Anne batia palminhas de entusiasmo. – Vamos então... E vocês casaizinhos se comportem! De noite jantaremos em uma pizzaria trouxa no centro da cidade, ai vocês podem curtir a as luzes de natal sob minha supervisão!

Ela e Jack saíram da casa e foram em direção ao quintal, as botas afundavam na neve mostrando como era difícil caminhar com aquele tempo, porem isso não diminuía em nada sua vontade de ver a cidade de cima. Ela vestiu luvas pois as pontas dos seus dedos estavam formigando com o frio e acariciou o cavalo que retribuiu carinhosamente.

–Veja como mesmo imponente ele recebe o afago de bom grado... São tão diferentes dos humanos não?... Ela mantinha um olhar apaixonado pela criatura.

–Parece manso, acho que permitirá que nós o montemos...

Ela foi até a lateral do tronco do cavalo e colocou sua mão esquerda em cima alisando o pêlo branco e aveludado, ele não mostrou ser contra o contato humano então ela prosseguiu. Para quem era acostumada a domar dragões, montar aquele cavalo não era difícil, ainda mais com ele colaborando gentilmente. Então estendeu a mão para Jack para que ele subisse.

–Pode subir sem medo! É quase um Lord Britânico...

50 Re: Mansão Smith em Ter Abr 28, 2009 4:37 pm

Jack Lennox Vivaldi

avatar
Lufa-Lufa
Lufa-Lufa
Jack sai da mansão... Após dar alguns passos para e olha para trás... Fica alguns segundos com o olhar na porta da mansão e continua sua caminhada seguindo Anne...

Anne acariciou o cavalo, que pareceu gostar...


–Veja como mesmo imponente ele recebe o afago de bom grado... São tão diferentes dos humanos não?

Jack apenas sorri... Anne monta no cavalo que não parece importar-se... Então estende a mão para que Jack suba... Jack sorri e, com a ajuda de Anne, monta no cavalo... O vento frio bate em seu rosto e parece levar todos seus problemas para algum lugar que Jack não queria saber... Jack segura-se em Anne e prepara-se...

51 Re: Mansão Smith em Qua Abr 29, 2009 1:42 am

Charlotte Smith

avatar
Professora de Hogwarts
Professora de Hogwarts
O garoto acomodou-se na garupa do cavalo e segurou em Anne, os cascos batiam no chão, mas o barulho era abafado pela neve, porem isso não mudava em nada a força que o animal depositava ali tentando levantar vôo. Suas longas asas batiam e trazia o vento gelado que tocavam os rosto dos dois impiedosamente, logo estavam a centímetros do chão.

–Não podemos esquecer o feitiço de ocultamento, ou receberei mais um berrol do ministério.

Ela estendeu a varinha apontando para a cabeça do cavalo, e depois para si e em seguida para Jack, seus lábios pronunciaram baixo as palavras do feitiço, e agora nenhum trouxa poderiam vê-los.

Rapidamente eles ganharam altura pois o animal era forte e veloz, um simples bater de asas faziam com que subissem metros... A mansão já estava abaixo de seus pés dando uma bela vista do telhado azul esbranquiçado, estar lá no alto contemplando tanta beleza era uma sensação maravilhosa de liberdade, dava sentido a existência de qualquer um.

Os enormes pinheiros que rodeavam a propriedade agora eram pequenos, quase formiguinhas que caminhavam com seus afazeres sem preocupações, sem saberem que podiam ser pequenas olhando de outro ângulo.

O sol estava se pondo, logo escurecia... Os finos raios de inverno aquecia-os de leve, não havia como sentir na pele aquilo o frio era incontestavelmente mais forte, mais alguns daqueles raios caiam sobre a paisagem deixando os flocos de neve com um tom dourado claro, ela só conseguia apreciar tudo aquilo, aqueles raios aqueciam muito mais interiormente.

O animal continuou sua trajetória sem rumo, Anne esperou pra ver onde os dois acabariam, deixou ser guiada... Era apenas uma passageira que desejava acabar em um lugar maravilhoso antes que fosse a hora de voltar, ou apenas contemplar aquela paisagem grandiosa já a deixaria satisfeita.

Os minutos passavam rapidamente lá em cima, ela já nem fazia idéia de que horas eram e muito menos a que altura estavam, só havia nuvens passando entre eles, tudo era branco agora e ela sentia as gotinhas de água tocar-lhe a pele até que foram perdendo altitude.

Alguns pontos negros iam se formando... era o ápice de uma montanha, ou de uma das várias montanhas que estavam ali, cobertas de gelo.



Lá era o esperado destino.

52 Re: Mansão Smith em Qua Abr 29, 2009 9:00 am

Marina Angela

avatar
Parada na porta, observou as pessoas que estavam naquela sala. Realmente a música era capaz de acalmar as feras. Notou feliz que o ar parecia mais leve, mais descontraido, e o proprio Siby parecia satisfeito em apreciar a música de Jack. Depois da última aula de voo, temeu que os dois nunca mais ficassem entre as mesmas quatro paredes.

- Parabéns Jack - comprimentou o rapaz, ao passar por ele, antes que o mesmo iniciasse a próxima música.

Ela adorava se sentir assim. Relaxada, suave, com o frescor do banho tomado. O cabelo ainda rescendia ao xampu citrico. E a casa era bem aquecida, possibilitando o uso de roupas leves e informais.

Comprimentou aos amigos e foi se sentar ao lado de Siby, que abriu espaço para ela se aconchegar ao seu lado, envolvendo-a em um abraço gostoso.

A musica era linda, a companhia do amigos agradável e ele a mantinha aquecida e segura. Fechou os olhos e se permitiu viajar pelas notas da melodia.

Ao abrir os olhos, era outra a sala que estava e outras as pessoas a sua volta, na verdade tinha plena certeza de que eram as mesma, apenas "pareciam" diferente. Voltou a fechar e a abrir os olhos e tudo havia sumido. Na porta apenas um par de olhos demonstrava enter o que havia se passado. Quebrando o contato visual, voltou-se ao namorado.

- Já te disse hoje, o quanto eu senti tua falta ontem, sozinha na minha casa? - sussurrou ao ouvido de siby, enquanto brincava com um mecha do longo cabelo dele.

Foram interrompidos pelo lanche. E quando Jack e Anne se retiraram os cinco presentes ficaram a conversar.

- Alguém ai está a fim de se divertir? Vamos jogar um pouco de Snap Explosivo? - levantou-se espreguiçando o corpo como uma gata manhosa.





_________________

53 Re: Mansão Smith em Qua Abr 29, 2009 9:29 am

Ctaaciug Xyeetnuut

avatar
Professor de Hogwarts
Professor de Hogwarts
Marina Angela escreveu:- Alguém ai está a fim de se divertir? Vamos jogar um pouco de Snap Explosivo? - levantou-se espreguiçando o corpo como uma gata manhosa.[/color]

-Eu quero, eu vou na primeira rodada, pode ser com você Marina?

54 Re: Mansão Smith em Qua Abr 29, 2009 4:23 pm

Ctaaciug Xyeetnuut

avatar
Professor de Hogwarts
Professor de Hogwarts
Ele começa a arrumar as cartas em uma mesa um pouco mais distante, onde as explosões não iriam causar muita balburdia na casa, ele coloca as duas pilhas e espera que ela se sente.

Ele então tira do bolso uma caixinha que tem dentro um amuleto:



-O que você acha?

Ele espera a resposta dela, antes de tirar a primeira carta:

-Quimera grega, três cabeças.

-Marina, eu estive pensando em algumas coisas há algum tempo e gostaria de conversar com você, sobre elas.

-O que você sabia de mim antes de nos conhecermos? Nada não é. Aliás, sob sua percepção eu não existia, afinal você não tinha como conjeturar sobre minha existência, então não tinha como negá-la ou comprová-la, e isto vai com cada coisa nova que aprendemos.

-Agora, vamos focalizar em nós mesmos, isto quer dizer que a realidade é fruto de nossas percepções, um advogado não vai perceber a realidade da mesma maneira que um agricultor, um bruxo tem uma realidade diferente de um trouxa, então eu estava pensando, o que protege a realidade?

-São nossas perspectivas, ou seja, em essência nada, mesmo como bruxos, podendo desafiar as leis da física com nossa vontade, ainda temos perspectivas inconscientes, como por exemplo, de que o sol vai continuar no céu e que as estrelas não vai cair, isto protege nossa realidade consensual através da força de nosso pensamento.

-Pois para os seres não conscientes de si mesmos, tanto faz se o céu esteja azul hoje, e amanhã roxo com bolinhas amarelas.

-Por exemplo, se eu derrubar esta pilha de cartas, mesmo que eu tenha a plena consciência de que elas vão se tornar borboletas e voar, porque você está me observando, sua vontade vai entrar em conflito com a minha, pois você “sabe” que não é assim que funciona, e a realidade tende a seguir para o consensual, mais do que para o fantástico.

-Mas eu descobri um segredo, sabe o que me impede de transmutar uma consciência nova para a realidade? Efetivamente criando uma existência nova onde antes não havia “nada”?

-Absolutamente nada, a não ser nossos padrões morais, que considerariam isto como crime imortal, então o contrário, a transmutação de uma consciência para algo novo, aperfeiçoado, também é igualmente possível.

-Então eu posso mudar o mundo inteiro, de uma vez só, pela simples manifestação da vontade, basta sintonizar minha consciência com a própria realidade. Se algum dia então eu me cansar deste mudo é só fazer um novo, e assim indeterminadamente, então eu vou ficar por aqui até o mundo ter graça, quando não tiver, basta transmutar, se na verdade eu vou estar alterando a mim mesmo para um mundo que já existe nas infinitas possibilidades do universo, ou trazendo esta possibilidade a realidade é irrelevante, o que importa é que vai ser um admirável mundo novo.

-Agora imagine que estas pérolas são este conhecimento, você contaria a alguém mais? Você jogaria estas perólas, aos animais selvagens, sabendo que eles a riscariam, que não a apreciariam? Para cada mil paraísos que o homem sonha, ele também sonha com dez mil infernos.

-Nossas notas foram as maiores de todos os primeiros anos Marina, mas sabe o que eu sinto dentro de mim, que o espírito da inovação não se mede por estes padrões, bela flor, eu sinto em ti um espírito da inovação poderoso. Mas também sinto que seu esforço não é apenas por si só, você luta por algo mais, pelo que é Marina, onde está seu coração, bela flor?

-Sabe, eu acho que você e os outros amigos nossos que cá estão, seriam os únicos a entender o que eu vou dizer nesta frase.

-O céu é individual e livre, você é livre para alcançá-lo mesmo que o resto do mundo fique para trás, mas eu sentiria muitas saudades dos que gosto se eles ficassem aqui, por isto vou transmutar este mundo, ou me transmutar, em minha própria versão dele, e vou ter poder para fazer isto, mas em breve do que imaginamos, todos nós temos...

-Mas isto é segredo.

55 Re: Mansão Smith em Qui Abr 30, 2009 6:20 am

Charlotte Smith

avatar
Professora de Hogwarts
Professora de Hogwarts
Cerca de duas horas depois Charlotte e Lucian estavam na porta da mansão, ela esperou que o namorado pegasse a mala e foram direto para dentro. Ia escurecer e o frio estava piorando.

–Pode deixar a mala ai mesmo que alguém vai cuidar disso pra você Lindo. Disse entusiasmada com os risinhos na sala do piano... Estava louca para ver seus amigos.

–Vamos! Ela segurou na mão do garoto e os dois seguiram para se juntarem aos outros.

Ela cresceu os olhos em uma deliciosa e colorida refeição que estava em cima da mesinha, mas preferiu só admirar a paisagem... Já havia comido muito na casa do Lucian, não havia espaço nem para uma rosquinha.

Marina e Ctaaciug pareciam estar iniciando uma partida de Snap explosivo, Siby como sempre estava contido no seu canto, e Grazy e William conversavam animadamente.

Ela foi até o Corviniano e o abraçou amigavelmente... Eles ainda não tinham se visto.

–Que bom que veio William... Fico feliz!

–O Jack não veio?

56 Re: Mansão Smith em Qui Abr 30, 2009 10:37 am

Lucian Morrigan

avatar
Monitor
Monitor
Na viagem Lucian acariciava a cabeça de Charlotte recostada em seu ombro, ela estava quieta, ele precisava saber o que estava acontecendo, o que Fayra lhe disse que tanto a perturbou.
Eles enfim chegam a Mansão, e assim como a Dona, era simplesmente Magnífica, Lucian olha cada detalhe encantado com as cores vivas e com o ambiente suave.
Ele deixa a mala em um canto da sala, assim como Charlotte indicou, e segue de mãos dadas com ela até a sala. Lá eles finalmenmte encontram os outros convidados, todos a vontade e se divertindo em camaradagem, Lucian se sentiu meio encabulado.

Charlotte solta de sua mão para ir abraçar um Corviniano, então Lucian aproveita o embalo e cumprimenta os outros convidados. Primeiramente ele vai em direção a Marina. – Olá Mari... Linda como sempre.. – após um beijo em seu rosto ele se aproxima de Grazy. – Prazer Grazy, ainda não fomos apresentados.. Sou Lucian Morrigan da Lufa-Lufa....

Após cumprimentá-la também com um beijo no rosto, ele segue até os rapazes e os cumprimenta com apertos de mão.
Depois ele se senta em uma das almofadas que ali estavam e enquanto tira a boina de sua cabeça, ele começa assistir o jogo enquanto mordisca um doce... Ele comia demais.. hehe

57 Re: Mansão Smith em Qui Abr 30, 2009 12:04 pm

Graziela Fernandes

avatar
Graziela viu Charlotte chegando e outro rapaz com ela, que ela não conhecia muito bem.
-Olá Charlie...!-Disse dando um abraço na amiga-Parece que o Jack parece que saio com a sua tia !

Em quando Charlotte cumprimentava William, rapaz veio junto a cumprimentou com um beijo em seu rosto.
-Ah! Realmente não fomos apresentados... tudo bom com você ?

58 Re: Mansão Smith em Qui Abr 30, 2009 2:13 pm

Lucian Morrigan

avatar
Monitor
Monitor
Comigo tudo bem, desculpe mas vc é da Sonserina, eu não me lembro de termos nos encontrado. – o rapaz parecia simpático, sua voz e o jeito tímido de falar era realmente algo inusitado em mio a tantos amigos.

59 Re: Mansão Smith em Qui Abr 30, 2009 4:58 pm

Charlotte Smith

avatar
Professora de Hogwarts
Professora de Hogwarts
A junção dos fatos ocorria em sua mente devagar...
Anne, mais Jack, mais cavalo alado... Menos equipamento de proteção! Aposto.

“Vai mundo... Despenca de uma vez na minha cabeça... Só falta eu ter que cuidar de um cadáver ainda por cima.”

–Minha tia é insana...Não tem jeito! Disse a Grazy.

–Sou uma completa cabeçuda, não apresentei vocês... Ele que é meu namorado, lindo não? Seus olhos apaixonados caiam sobre Lucian.

Snoopy havia descoberto que Charlotte estava em casa... ele adentrou a sala fazendo um estardalhaço incrível seguido de uma bola amarela saltitante, não deu nem tempo nem de se preparar, o cachorro já havia colado as unhas em suas meias.

– SNOOPY! Lindinho da mamãe... Você virou um cachorro gordão! Segura-lo era difícil, mas tinha sentindo tanta falta do animal que não se importava de passar uns dias com dores na coluna.

–Então... O que vamos bolar para essas férias? Alguma idéia?

60 Re: Mansão Smith em Qui Abr 30, 2009 10:14 pm

William Bredling Johnson

avatar
William, conversava animadamente com Graziela, sobre vários assuntos desde coisas supérfluas até as interações nas festas, foi quando a anfitriã adentrou a porta com seu namorado, o corviniano não conhecia direito nenhum dos dois mas logo Charlotte abraçá-lo-ia, William abriu um sorriso e a cumprimentou.

- Claro que eu viria, Charlotte, minha cara, ou você acha que eu iria ter a rudez, os maus modos, de rejeitar o primeiro convite que tenho de passar um tempo na casa de algum amigo? Logo eu, uma criatura que passou os últimos 11 anos de sua vida de forma tão taciturna. É evidente que eu estaria aqui. Foi uma pena apenas não encontrá-la aqui quando cheguei, bem, de qualquer modo, minha mãe não veio... Mas sim, aquele é seu namorado? Poderia apresentar-me a ele? - Indaga sorrindo a Charlotte, ele realmente estava feliz por, enfim, alguém convinda-lo para aproveitar as férias.

Conteúdo patrocinado


Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo  Mensagem [Página 2 de 6]

Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6  Seguinte

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum