Venha ser um bruxo e jogar RPG no mundo de Harry Potter! Vagas ilimitadas!


--/--/----
Clima:
texto texto texto texto
texto texto texto texto
Início de Período:
--/--/----
Termino de Período:
--/--/----
Eventos: nada relevante


Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

Eva Willing

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo  Mensagem [Página 1 de 1]

1 Eva Willing em Dom Jul 18, 2010 4:48 pm

Administrador

avatar
Nick em fórum: Eva Willing
MSN: so.eu@live.com.pt
Nome: Eva
Segundo nome: Moore
Sobrenome: Willing

(Avatar do Personagem) Maria João Bastos

http://deco-01.slide.com/r/1/60/dl/tOhWna2swz-iDQi4FEshC3ip5nGsZGfy/watermark

“Há coisas que nunca serão esquecidas.”

Ficha Técnica


Data de nascimento: 30 de Março de 2049
Idade: 21 anos
Nacionalidade: Inglesa
Sangue: Puro
Línguas Faladas: Inglês, Português
Família: Mãe, chamada Helen; Pai, chamado Miguel
Varinha: Madeira de Limoeiro, 23 cm, Núcleo de pêlo de unicórnio
Opcionais: Pensatório
Especial: Nenhum
Justificativa: Eva obteve um pensatório por este lhe ter sido oferecido pelos seus pais, quando se tornara maior de idade.
Vassoura:
Animal de Estimação: Coruja


Ficha do Docente

Cargo que ensina: Herbologia
Tempo no cargo: Irá ser o primeiro ano.
Títulos: Nenhum, para além de ter sido batedora na sua equipa de Quadribol.
Publicações:

Histórico:
N.I.E.Ms:

Descrição Física

Aparência: Alta e esbelta tem olhos que variam entre o azul e o verde conforme a luminosidade.

Descrição Psicológica: Eva é uma pessoa com ar reservado, mas isso são significa que ela não goste de conversar. Raramente fala sobre si, principalmente no que toca à infância. Tem sempre um ar sereno e sorridente. É boa ouvinte.

Personalidade: Eva é gentil e gosta de ajudar; porém, não é ingénua a ponto de se fazer o que se quer dela. Ela impõe uma espécie de limite. Gosta de ter tudo muito bem definido e esclarecido. É elegante, com um toque se sofisticação. Geralmente é sincera e directa, e ignora as críticas, nomeadamente as destrutivas.

Toa: Eva, embora quase não se aperceba, guarda sentimentos de frustração, devido à guerra. Não se sente bem quando recebe os méritos por algo, mesmo que tenha sido ela a fazê-lo; prefere ficar-se pelos bastidores. Gosta de se desembaraçar dos seus problemas sozinha, falando pouco sobre eles. Gosta de ouvir os outros, e de ser confidente. Vive para a sua profissão e para
os seus amigos. O reerquimento de Hoogwarts foi para ela uma lufada de ar fresco depois de dez anos de decadência da sociedade bruxa. Para ela, depois da grande guerra, a sociedade entrou uma espécie de recessão, e finalmente começou a dar mostras do b rilho que outrora tivera. A grande questão da sua vida é saber o que aconteceu aos seus amigos depois da guerra, incluindo o seu amor de infância, Remideo. Embora não esuqeça a tristeza dessa altura, decidiu seguir em frente e tentar cosntruir um mundo melhor, e portanto é uma pessoa alegre. Usa o passado para aprender no presente. Quando está de mau humor ou triste
costuma ouvir musica, que considera o seu escape da realidade.

Ambições e sonhos: Eva quer apenas ter uma vida tranquila e, quando chegar a velha, não ter arrependimentos nem assuntos por resolver.|O que o seu personagem mais almeja e sonha para seu futuro a curto e longo prazo.

História

Eva nasceu em Portugal, mas era sua sina ir para o Reino Unido. O seu pai era descendente de irlandeses, que se haviam mudado para Portugal ainda antes de ele ter nascido, e a sua mãe era inglesa. Os seus pais conheceram-se em Hogwarts, apaixonaram-se e casaram, indo viver para Portugal, onde o pai arranjara um trabalho no Ministério da Magia português. Dois anos mais tarde nasceu Eva.
Eva sempre soubera que era uma bruxa, e no infantário já se revelava o seu sangue de feiticeira, quando o cabelo dos colegas mudava de cor quando ela ficava zangada.
Eva era muito ligada à sua avó paterna, uma política bruxa, com ideias radicais. Eva admirava-a. No entanto, as ideias dela não eram bem aceites por muita gente, incuindo os bruxos das Trevas. Assim, quando Eva tinha seis anos, a sua avó foi morta por um Devorador da Morte. Eva então decidiu que iria tornar-se uma Auror para impedir que mais casos destes acontecessem, e vingar a sua avó.
Quando Eva completou 10 anos, a sua mãe, que era bancária, foi transferida para a Escócia. O seu pai conseguiu arranjar emprego também por lá e assim, mudaram-se para Edimburgo. Um ano depois, Eva entrou para a Escola de Magia e Feitiçaria de Hogwarts. Lá, fez nvos amigos e encontrou o seu primeiro amor, Remideo Treng. Porém, tudo isso acabou com um ataque de um dragão negro à escola, deixando-a em ruínas e matando muita gente. Eva não se lembra de muito, nem sabe exactamente o que aconteceu. Lembra-se apenas de estar a correr para se desviar de uma chicotada da cauda do dragão, um jacto de luz e simplesmente a escuridão. Soube mais tarde que havia desmaiado e que Ctaaciug a havia tirado dali. Quanto a Remideo, a resposta que tivera fora que ele estava desaparecido. Eva sabia que o mais provável era ter sido morto, tal como todos pensavam também.
Depois disto, Hogwarts caiu e todos se separaram. Eva foi estudar para Beaxubatons e nunca mais viu nenhum dos seus amigos, a não serem colegas que tenham ido para lá estudar também. Tentou em vão esquecer aquele ataque e a perda que sofrera, e esquecer que perdera o seu amor. Tão novinha…
Eva perdeu toda a sua inocência e passou a ser mais reservada e séria. Aplicou-se como nunca aos estudos, tentando seguir em frente, e desistiu do seu sonho de ser Auror. Nasceu, entretanto uma paixão por plantas, e decidiu seguir uma profissão nessa área. Queria trabalhar na área de pesquisa. Não esperava a oportunidade de ser professora de Herbologia na reconstruída Hogwarts, mas aproveitou-a. Havia terminado os seus estudos há poucos anos, e somente ainda estagiara. Assim, para primeiro emprego, acabou por transmitir conhecimento em vez de adquirir.

Diferente das fichas dos alunos, os adultos precisam de uma história mais completa, devendo narrar os fatos mais marcantes
de sua infância, estadia por Hogwarts e início da vida adulta até os dias atuais. Lembre-se de focar nos fatos que fizeram o personagem tornar-se professor ou funcionário de Hogwarts.

Interpretação

Eva é sempre gentil e simpática para todos os que o rodeiam, embora também por vezes perca a paciência e fique fora de si. O seu tom de voz é baixo e delicado, que exprime uma calma quase constante. Não gosta de chamar a atenção para si, para por vezes fá-lo inadvertidamente, até pela sua maneira de ser ou pela sua postura. Não consegue esquecer a mágoa de dez anos atrás, e,
como sente que tudo sobre ela lhe lembra esse acontecimento, não gosta de falar sobre si, principalmente de recordações de infância. Durante a sua estadia em Beauxbatons não esqueceu os seus amigos, e ansiava por poder reencontrá-los. O seu sorriso outrora inocente e luminoso tornou-se num sorriso quase automático, mas não menos sincero. Uma espécie de trauma por não ter podido fazer nada pela sua escola e pelos seus colegas, e por ter perecido tão facilmente, fez com que ela deixasse de querer ser Auror, mas o seu desejo de ajudar não desapareceu, e, portanto quer estudar curas de doenças. Porém, ficou bastante satisfeita por voltar a Hogwarts depois de tanto tempo, e para afastar os fantasmas do passado. Ela era uma simples criança quando aquilo tudo aconteceu, e portanto não quer que isso continue a afectar-lhe em adulta. Gosta de ouvir os outros falar, porque acha que falar ajuda as pessoas a ultrapassar os problemas e tudo o que é preciso é alguém que as ouça. O seu grande hobbie é ouvir música
clássica, algo que descobriu quando estava em Beauxbatons e que considera que é uma das melhores coisas que encontrou lá. Acalma-a e sente que a esvazia de todo e qualquer sentimento negativo. Os seus amigos são a sua força, portanto estima-os e gosta de zelar por eles, tanto quanto está ao seu alcance. Não vive para mais nada a não ser para eles, para as plantas e um pouco para a música, tendo já considerado aprender um instrumento, para produzir ela mesma música, relaxando ainda mais do que simplesmente ouvindo-a. Raramente presta atenção a possíveis comentários sobre ela, principalmente quanto a boatos destrutivos. A sua ingenuidade desapareceu com a antiga Hogwarts, ao aperceber-se de que o mundo não era cor-de-rosa. Se antes podia ser “influenciada” por qualquer pessoa, agora ela também pensa em si tanto quanto nso outros. Se algo a prejudica, simplesmente não o faz por qualquer pessoa. Aprendeu a dizer “não”, algo que dantes não era capaz, porque acreditava na boa fé de toda a gente.

http://incantatem.forumeiros.com

2 Re: Eva Willing em Dom Maio 21, 2017 7:39 pm

Eva Willing

avatar
Professora de Hogwarts
Professora de Hogwarts
Peço mudança de avatar para Eva Green:

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo  Mensagem [Página 1 de 1]

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum