Venha ser um bruxo e jogar RPG no mundo de Harry Potter! Vagas ilimitadas!


--/--/----
Clima:
texto texto texto texto
texto texto texto texto
Início de Período:
--/--/----
Termino de Período:
--/--/----
Eventos: nada relevante


Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

Madame Puddifoot

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo  Mensagem [Página 1 de 1]

1 Re: Madame Puddifoot em Sab Jul 25, 2009 2:02 am

Frederic Wise

avatar
NPC
NPC
Narração
- Fala.
- Fala de outros personagens.
”Pensamento”



Frederic estava assentado numa das cadeiras fofas do Madame Puddifoot, o lugar mais romântico de Hogsmeade. Ele tinha muito na cabeça para pensar, e Agatha ficava o irritando com encontros românticos. Sim, ele era romântico, mas romantismo tinha hora certa, e uma dessas horas não era aquela – justo aquela hora em que eles estavam brigados por causa do que ele havia feito. Ele não suportava que ela o chamasse de fantoche o tempo todo e, com muita classe, ela insistia em fazer movimentos discretos de como se ele fosse uma marionete.

Mas ele não tinha escolha. Fora mandado para a escola para fazer aquilo, e efetivamente fez, entretanto, não conseguia ver nenhum motivo para continuar na direção daquela escola, já que Agatha era totalmente capaz de criar Bella. Às vezes era complicado pensar no que seria de seu futuro... E ele não fazia questão de pensar também.

Bom, agora, ele queria saber era que diabos Agatha estava querendo, encontrando ele naquele lugar tão romântico. Era praxe de Frederic fazer galanteios para pedir desculpas, talvez ela também estivesse fazendo isso para pedir desculpas... Ela devia estar se sentindo culpada por não estar conversando muito com ele.

Ele não pediu nada para comer, apenas aguardou Agatha chegar.



_________________

2 Re: Madame Puddifoot em Sab Jul 25, 2009 2:21 am

Agatha L. Wise

avatar
Professora de Hogwarts
Professora de Hogwarts
Agatha caminhava sorrindo pelas ruas, mesmo tendo que ir conversar com o idiota do marido ela estava feliz. Dava passos devagar como se o mundo pudesse esperá-la, esbanjava alegria e uma aura de paz como nunca antes. Estava linda, mesmo que muitos poderiam notar que o corpo de Agatha estava mudando rápido demais, ela parecia bem gordinha e o volume no ventre maior contrariando a barriguinha lisinha que ela tinha.



Usava um longo vestido branco, todo pintado a mão de uma forma delicada e belíssima. Os cabelos negros estavam presos em um rabo de cavalo e ela carregava uma caixinha de presente nas mãos. Ela saia cumprimentando todos os conhecidos do local quando finalmente entrou. Seus olhos percorreram o lugar e ela finalmente avistou o marido. Ela então seguia ate ele, o salto fazia barulho discreto ao tocar o chão e ela se sentava de frente a ele colocando a caixa diante dele.



-Eu sei que temos brigado muito ultimamente e quero deixar claro que não vou pedir desculpas, pois eu estou certa dessa vez. Porem dada as circunstancias quero deixar de lado nossa vida profissional agora e por isso te chamei aqui pra te entregar isso, acho que já fica claro quando abrir a caixa. Uma surpresa pra você.

Ela olhava para ele esperando que ele abrisse.

3 Re: Madame Puddifoot em Sab Jul 25, 2009 6:39 pm

Frederic Wise

avatar
NPC
NPC
Narração
- Fala.
- Fala de outros personagens.
”Pensamento”



Frederic olha sua esposa entrar pela porta. Ela esbajnava charme, mesmo estando gordinha. Ultimamente, ela deveria estar devorando centenas de sapos de chocolate por estar com raiva dele... Mas o que ela queria que ele fizesse? Aliás, o que ele poderia fazer?

Nada.

Aquilo fugira de suas mãos.

Ele jamais poderia sair da direção de Hogwarts...

Não por vontade própria.

Ele observa Agatha cumprimentar alguns conhecidos, o lugar estava cheio de casais e mini-cupidos que cumprimentavam e cantavam para todos os presentes, encenando coreografias belas sobre o amor, como se realmente estivessem “flechando” as pessoas do recinto. Por alguns segundos, ele se perguntou se o convite feito num pergaminho caprichosamente preparado era mesmo para ele, ou se era para outra pessoa, tal foi a demora de Agatha para olhar para ele – na mesa em que tantas vezes ficaram no ano letivo passado, para conversar sobre seus planos do futuro...

E que planos?

Frederic agora estava preparado para largar tudo.

Meio confuso, ele pensa em se esconder para ver o que Agatha faria, se iria encontrar com outra pessoa para entregar aquele presentinho que suas delicadas mãos seguravam, mas logo a dama do vestido estampado olha para ele. Frederic sentiu um frio na barriga, o rosto dela não parecia muito agradável ao olhar para ele – talvez ela visse em Fred um trasgo fedido, feio e gordo, nada além disso.

Fred escuta tudo o que Agatha tinha a dizer. Ele achou que ia levar uns tapas na cara e alguns xingamentos nada apreciativos, entretanto, era ele o destinatário do embrulho que Agatha carregava de uma forma um tanto carinhosa.

Wise encarou o embrulho na mesa. O embrulho o encarou. Talvez fosse um erro ele abrir aquilo... Mas ao fitar o olhar inquisidor de Agatha, de um salto, ele colocou as mãos no embrulho e arrastando-o vagarosamente para mais perto de si, encarando-o ainda. Ele não viu nenhuma carta, portanto não era um berrador. O diretor respirou fundo algumas vezes antes de resolver abrir o presente.

Sua mão foi até uma das fitas verdes que envolviam a caixa de tamanho médio e ele a segurou, hesitou antes de puxá-la, estava amedrontado. Agatha podia meter medo em qualquer homem são, ainda mais quando ele se sentia dementemente culpado por algo que fez. Ele realmente sabia que não deveria ter dividido a escola em duas casas, mas a pressão de seu pai foi maior. Politicamente, era mais vantajoso para a família que isso acontecesse, e iria ajudar o país, já que a Grã Bretanha estava quase no último lugar da Europa no aspecto profissional do Estado.

Os olhos de Frederic viram-se furtivamente para Agatha, ela parecia nervosa e, antes que ela gritasse, Frederic puxou a fita verde e abriu o presente: retirou a tampa da caixa, o papel de seda por cima e faíscas brilhantes pulularam de dentro da caixa, apagando no ar, revelando o seu conteúdo.




Frederic ficou branco, catatônico e, depois, deu um sorriso meio abobado, não estava acreditando. Então, aquelas gordurinhas a mais de Agatha eram...

- Um menino? - disse, felicidade minava em suas palavras. Ele deu um sorriso de orelha a orelha, levantou-se da cadeira e grudou em Agatha, dando-lhe um abraço muito carinhoso e apertado.

Depois da felicidade, o medo o invade. Bella e Alexander. Por Merlin! Dois bebês? Ele teria que arrumar um emprego extra se quisesse manter o mesmo nível de vida de antes. Seus braços acariciam os ombros dela enquanto a abraçava, os pensamentos ruins iam tomando conta de seu corpo, mas a felicidade era tanta que não deixou transparecer as preocupações que transitavam em sua mente.

Desta vez, ela respeitou o nome que ele queria. Sempre quis ter um garoto chamado Alexander... E ele ficou lisonjeado por ela ter lembrado dessa pequena informação.

Ele sorria e cessou o abraço, segurou Agatha pelo maxilar, olhando-a bem nos olhos e, depois, foi chegando mais perto, fechou os olhos e os cupidos do local dançavam em volta dos dois. Frederic, ainda com os olhos fechados, passa suas mãos cálidas sobre os braços despidos de sua esposa, acariciando para o alto, até que uma delas chegasse em sua nuca, a outra envolveu-a pela cintura, e uma música leve começa a tocar vinda dos cupidos encantados.


 For your babies - Simply Red


Devagar, Frederic, o tempo todo com os olhos fechados, tocou seu nariz com o dela, e começou a dançar, apenas um movimento breve para o lado, depois outro do mesmo jeito para o outro lado, e sussurrou para sua esposa:

- Eu senti sua falta... Eu te amo... Amo a Bella... E agora... Já amo nosso filho... Lex... - Wise suspira brevemente e toca com cuidado os lábios de Agatha, aqueles lábios cobertos do mais puro ópio do prazer e do desejo.


_________________

4 Re: Madame Puddifoot em Dom Ago 23, 2009 12:32 am

Agatha L. Wise

avatar
Professora de Hogwarts
Professora de Hogwarts
Agatha recostou o braço na mesa e a mão entre os cabelos olhando a cena e sorrindo de leve. Ele ficava fofo demais com aquele jeito de menininho perdido e com olhar de quem tinha medo de levar bronca da mãe. Ela via as mãos dele com cuidado e medo desatarem o laço da caixa e sua forma boba de abrir a caixinha nesse momento o brilho dos olhos da professora aumentaram. Ouvi-lo falando ao nome do filhinho que esperava era como ouvir uma canção. A canção da reconciliação do casal que a nova vida que eles criaram juntos estava trazendo consigo.

-Lex Fred, o nosso filhinho, nosso menininho pra cuidar da Bella!

Ela só sentiu o puxar ao quase saltar da cadeira. Agatha riu com aquilo pegando a mão dele com carinho e pondo sobre sua barriga. Agatha também percebeu a expressão de preocupação dele, mas não disse nada. Existiam momentos de falar e outros de simplesmente calar-se. Deixou-se então se levar pelo momento.

Sentia sua mão tocar seu maxilar sorrindo e a sua delicada tocou a face do jovem diretor. Ela resplandecia felicidade olhando ele no fundo dos olhos. Seus olhos se fecharam levemente enquanto ele tocava sua nuca e ela sentia o leve mover da dança seguindo o ritmo com o marido ainda sorrindo. De olhos fechados a voz dele invadia sua mente, e a dela soou como uma musica baixa e doce.

-Ele vai trazer a paz, a paz entre nos dois e um recomeço...

Sorria e então se entregou puramente ao beijo.

Conteúdo patrocinado


Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo  Mensagem [Página 1 de 1]

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum