Venha ser um bruxo e jogar RPG no mundo de Harry Potter! Vagas ilimitadas!


--/--/----
Clima:
texto texto texto texto
texto texto texto texto
Início de Período:
--/--/----
Termino de Período:
--/--/----
Eventos: nada relevante


Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

Ruas

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo  Mensagem [Página 1 de 1]

1 Ruas em Qui Jul 30, 2009 8:54 pm

Administrador

avatar
O Beco Diagonal é um dos lugares pertencentes ao mundo bruxo que estão escondidos no mundo dos trouxas. Entra-se no Beco Diagonal pelo bar O Caldeirão Furado. A entrada do bar, em Londres, fica na Charing Cross. Uma vez que se entra no bar, você precisa ir até um pequeno pátio murado, onde você conta os tijolos acima da lata de lixo (”três para cima…dois para o lado…” PF06). A parede de tijolos se afasta abrindo uma passagem em forma de arco que dá entrada ao Beco Diagonal. É uma rua de pedras irregulares, cheia de lojas e, erguendo-se entre elas, o banco dos bruxos, Gringotes.

http://incantatem.forumeiros.com

2 Re: Ruas em Sab Set 11, 2010 5:06 pm

Dharana BlackCrow

avatar


...Andava olhando de lado para outro esperando não ser reconhecida, afinal não era de bom tom uma bruxa andar por estes lados. Esgueirava-se entre as pessoas que tumultuavam o ambiente. As ruas estreitas do beco diagonal estavam infestadas de bruxos adultos e crianças , que demonstrava que o clima aquecido deixava a todos bem a vontade para passear e se divertir.
Dobrou a direita e pegou o caminho que levava a Travessa do Tranco. Inevitável ir ali, o que precisava não poderia ser encontrado em outro lugar.


Mas o destino as vezes é cruel e quando menos se espera coloca alguém no seu caminho, e neste caso , esse "alguém" era o professor que lera seu pensamento durante o jantar. Nada foi capaz de evitar que ele a visse...Fazer que não tinha o visto também estava fora de hipótese, então simplesmente partiu para o confronto direto, parado exatamente a sua frente.


_________________

3 Re: Ruas em Sab Set 11, 2010 5:21 pm

Ctaaciug Xyeetnuut

avatar
Professor de Hogwarts
Professor de Hogwarts
Ele se pergunta o que faz aqui e uma parte dessacociada de sua psique diz que é porque é bom para ver as flores no jardim que existe depois da saida. A estátua que ele esculpiu a anos ainda está lá e pode ser bom mudar sua tematica.

Vestido em seus robes de negro monocromatico novamente, uma vez que ele realmente gosta da cor e modelo, ele vai caminhando ouvindo as pessoas, mas com o olhar focado, nas flores depois das casas, uma promessa de beleza que vai se aproximando a cada passo, devagar, dançando na sua frente. E como um arquetipo de um bardo de histórias de fantasia, ele vai escrevendo com uma pena em um pergaminho, enquanto caminha.

Ideias vem acompanhando o movimento das flores... Transfiguração parcial, pois a a coesão da matéria é apenas ilusão da percepção que não enxerga os níveis mais sutis da composição da realidade. Uma nova categoria de feitiços que ele chama provisoriamente de feitiços derivativos. Um ensaio teórico de uma possibilidade de porque os Patronus, tem formas de animais.

E então alguém vem falar com ele, a bibliotecária de Hogwarts. Bom, companhia é um bom auspício. Ele diz para ela, com um sorriso convidativo.

-Olá senhorita Dharana, como vai?

4 Re: Ruas em Sab Set 11, 2010 6:06 pm

Dharana BlackCrow

avatar
Recompos sua postura o melhor que pode. Ajeitou a saia leve do vestido para que parece mais arrumada. Estar bem era prioridade para ela e estar na presença de um membro do corpo docente da escola fazia a aparencia se tornar quase que uma obrigação.

Alisou o cabelo e enquanto levava aos lábios o cigarro de trazia nas mãos, tragou lentamente tentando ganhar tempo diante do inusitado da situação. A fumaça desenhando espirais que encobriam seus olhos.

- Boa tarde professor Xyeetnuut. Confesso que estou surpresa por encontrá-lo a essa hora do dia e um lugar tão - ficou sem saber que palavra usar para classificar o local, como se ela própria não estivesse ali , o que por si só já era suspeito -... diferente.

- Na verdade é a primeira vez que o encontro fora da escola. Algum interesse particular nestas ruas senhor?
A curiosidade começava a tomar conta da moça que agora analisava mais o professor. Um braço cruzado a frente do corpo e o outro apoiando o cotovelo na mão oposta. A magia evitando que as cinzas do cigarro caissem sobre ela.


_________________

5 Re: Ruas em Sab Set 11, 2010 6:29 pm

Ctaaciug Xyeetnuut

avatar
Professor de Hogwarts
Professor de Hogwarts
-Não, nada de particular apenas indo em busca de potenciais colaboradores que conhecem pessoas que me serão úteis para uma experiência.

Ele olha distraido, para as espirais que se desenham da fumaça do cigarro dela. E diz:

-Existe um paradoxo - falando como se fosse retoricamente, ao mesmo tempo que fala com ela - no tempo que pode ser usado para descobrir coisas que são difíceis de descobrir mas simples de verificar. Se você pegar um papel e rasgá-lo em dois, as marcas poderão identificar cada parte como um complemento da outra. Suponha que você queria descobrir um feitiço poderoso e tido como perdido, tendo você um vira-tempo, você fecha os olhos e o seu eu futuro deixa uma das metades da folha com o feitiço e os procedimentos esperados. Você confere a folha, para saber se é o complemento da que você tem. Se for o que você deseja, você testa, e se não corresponder, você escreve na cópia passada que corresponde a parte da folha enviada pelo seu eu futuro, algo diferente do que está escrito na cópia que veio do futuro.

-Gerando um paradoxo deliberado, que para escapar, a realidade vai fazer a única coisa através de pura influência probabilística que evitaria isto. Te dar a resposta certa, provavelmente em um surto de inspiração. Pronto, pesquisa automática com resultados imediatos.

-Serve para senhas e outras coisas também. Mas porque você não usa isto frequentemente senhorita? Porque se você não souber o que faz, isto te mata.
- dá um olhar soturno a ela - - Igual a este cigarro...

-Aliás esta é uma boa teoria, mas não contar a mais ninguém, pelo menos por enquanto. E você senhorita, posso ousar a curiosidade de saber o que faz por estas ruas?

6 Re: Ruas em Sab Set 11, 2010 6:56 pm

Dharana BlackCrow

avatar
Lançar um feitiço "Protego" agora chamaria muito a atenção. Lembrava perfeitamente da capacidade Legilimens dele, bem como o fato dele sintonizar perfeitamente com ela nesta habilidade. Neste momento não tinha intenção alguma de vasculhar a mente dele. Uma das coisas que tornava as pessoas interessantes era a capacidade delas nos surpreenderem.

Sorriu com o comentário sobre o cigarro. Um hábito, mau hábito por sinal, que adquirira nos tempos de escola e que só lançava mal quando estava nervosa, como nesta pequena incursão que agora realizava. Diante do comentário, olhou para o fumegante em mão e o fez desaparecer no ar. A vantagens desses tipos bruxos era que não deixavam o hálito caracteristico da nicotina.

- Cada pessoas escolhe a sua própria morte lenta professor. Inclusive alguns escolhem caminhos em que a própria morte em vida seria preferivel. Deixemos o livre arbitrio guiar nossos passos.

Em hipótese alguma poderia revelar o que fazia ali, seria degradante. O ideal era desviar a atenção dele. E a teoria era devesramente interessante.

- Mas professor, se o feitiço for considerado perdido, é porque ele estava no passado e agora não esta mais. O senhor quando se refere ao seu eu no futuro quer dizer ao seu eu de agora, pois de vai usar o viratempo, o que é presente vira futuro, supondo que se vá até o passado.

- Corrija-me se estiver errada, mas se fizer uso de um vira tempo, não era mais facil viajar até o ponto onde o feitiço era conhecido e trazer esse conhecimeto para o futuro?

- A sua intenção é preservar a história bruxa ou testar sua teoria do paradoxo? Se for assim, existem muitos livros considerados perdidos e dos quais faria imensa questão de colocar minhas mãos. Podemos conversar em um lugar mais reservado professor?

Um leve sotaque presente na sua voz a tornava um pouco rouca . O esforço para que essa sua particularidade da sua origem não viesse a tona era totalmente fracassado quando ela se empolgava a falar de um assunto. Os olhos arregalados prestavam atenção no que o homem falava, não esquecendo um segundo sequer de manter todas as suas memórias e pensamentos bem longe do alcance dele.


_________________

7 Re: Ruas em Sab Set 11, 2010 7:18 pm

Ctaaciug Xyeetnuut

avatar
Professor de Hogwarts
Professor de Hogwarts
Dharana BlackCrow escreveu:-Deixemos o livre arbitrio guiar nossos passos.

-Nenhum arbítrio é realmente livre senhorita Blackcrow, o limite da liberdade é bem definido e apenas temos escolhas dentro de um conjunto limitado de possibilidades. O tempo algumas vezes nos torna levemente desapaixonados...

Dharana BlackCrow escreveu:- Corrija-me se estiver errada, mas se fizer uso de um vira tempo, não era mais facil viajar até o ponto onde o feitiço era conhecido e trazer esse conhecimeto para o futuro?

-Não por uma seqüência de detalhes senhorita, como por exemplo, o que eu chamo de paradoxo de cordas. Uma das dimensões na teoria quântica e na teoria dimensional do meu colega Robert, supõe que uma dimensão seja composta de todas as possibilidades do que "poderia ser", cordas ou linhas em termos temporais. E quando interagimos no tempo a uma distância mais longa, existe a possibilidade de fusionarmos o nosso eu desta linha com o de uma das possibilidades. Por isto em uma experiência temporal particular que vivi, eu me lembrava de duas vidas minhas, e as pessoas com quem eu convivia não.

-Além da barreira da língua, que devemos considerar. Muitos feitiços devem estar em línguas extintas e a recuperação da linguagem seria um problema por si só. Esta técnica faz o que os tradutores chamam de adaptação.


Dharana BlackCrow escreveu:- A sua intenção é preservar a história bruxa ou testar sua teoria do paradoxo? Se for assim, existem muitos livros considerados perdidos e dos quais faria imensa questão de colocar minhas mãos. Podemos conversar em um lugar mais reservado professor?

-Os livros podem tentar ser resgatados a partir do momento que forem considerados perdidos, assim se preservaria a continuidade quase sem alterações, senhorita. Como resgatar os livros da biblioteca de Alexandria com cópias dos mesmos substituindo os originais, durante o grande incêndio.- olha para o céu e depois ao olhar para ela, responde - Sim, podemos ir para outro lugar... Quer sorvete senhorita?

-Senhorita, já investigou sua ancestralidade? Seu sobrenome é bem particular e remota a uma linhagem ancestral e muito nobre... Nomes de familia na nossa sociedade não são levianamente usados, para que eu considerasse isto apenas uma coincidência.

8 Re: Ruas em Dom Set 12, 2010 4:07 pm

Dharana BlackCrow

avatar
Ele falava de um modo tão envolvido por alguns assuntos que a fez prestar mais atenção ao que ele comentava. Em algums momentos sentiu que ele falava mais para si proprio do que para ela, entao parou e apreciou a retórica.

- Concordo quando o senhor explana sobre a importancia da lingua na execução de um feitiço. Em alguns deles as palavras tem uma força tão grande que são impossiveis de serem excutados sem elas. Mesmo poderosos magos em feitiços não verbais fracassaram diante deles. E parece ser o caso do inomináveis - parou de falar para olhar ao redor e observar quem estava por ali escutando.

- Realmente estou muito curiosa sobre a sua versão deste fato, mas concordo que aqui não é um lugar para discutirmos esse tipo de assunto. Se o senhor como eu, já terminou o que veio fazer aqui, aceito o convite para um refrescante gelado. Os dias quentes estão chegando mais rápido do que o previsto, e estou com a boca seca.

Ofereceu o braço para ser conduzida por ele enquato jogava os cabelos para tras e se abanava com a outra mão.

- Quanto ao meu sobrenome é uma longa historia. O senhor tem tempo? - Sorria com calculada educação, enquanto deixava-se conduzir.
Por coincidencia ou porque ele passara as barreiras mentais que ela criara, porque ele falara no seu sobrenome? Estaria a segui-la? Saberia de onde ela estava voltando?

O fato do encontro ter ocorrido em um lugar tão adverso não passou desapercebido , porém a educação suplantou os comentários.


_________________

9 Re: Ruas em Dom Set 12, 2010 4:28 pm

Ctaaciug Xyeetnuut

avatar
Professor de Hogwarts
Professor de Hogwarts
Em uma sorveteria de Londres.

Após a acompanhar até uma sorveteria e transfigurar sua roupa para algo mais de acordo com a ambiente. Ele se senta, apreciando devagar um sorvete de morango, enquanto fala a ela e espera ver o pedido da mesma.

-Respondendo a sua pergunta de mais cedo, sim eu tenho tempo senhorita e muito interessado estou no seu sobrenome. Não se preocupe com o ambiente, uma cidade grande tende a fazer com que as pessoas se foquem em seu mundo interno mais do que se focar nos arredores.

Conteúdo patrocinado


Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo  Mensagem [Página 1 de 1]

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum